3º Festival sobre Diversidade acontece em Crato com várias ações

  • 05/07/2018

Na última quarta-feira (4), a cidade do Crato foi palco das ações do 3º Festival da Diversidade do Cariri, um movimento itinerante que acontece anualmente, desde 2016, reunindo cidadania, cultura, ação social, empoderamento e saúde para o público LGBT.

A organização é do Fórum Caririense de Lutas com a LGBTfobia (FOCAR), com apoio do Governo do Estado do Ceará e da Prefeitura Municipal do Crato.

Pela manhã, na Praça Siqueira Campos, as organizações prestaram serviço e informações à população presente sobre a cidadania LGBT, em diversas áreas.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através do Centro de Infectologia do Crato, realizou testes rápidos de sífilis, distribuiu preservativos e lubrificantes.

A Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (SMTDS), através do Centro de Referência da Mulher (CRM), também compareceu à manhã na praça. “A nossa presença é informativa e educativa, principalmente para mulheres transexuais e lésbicas. Sabemos que há muitos casos de violência com essas pessoas e estamos aqui para apoiá-las, empoderá-las e resgatá-las. É preciso um apoio de toda a rede de proteção para estas mulheres e nós vamos iniciar esse trabalho”, afirmou a coordenadora do CRM, Audilene Fernandes.

O vice-presidente da Associação de Defesa e Cidadania dos Homossexuais do Crato (ADACHO), o professor Gilney Matos Mota, comemorou a articulação para o evento e falou da importância do mesmo para garantir a cidadania da população LGBT do Cariri. “Conseguimos reunir parceiros estratégicos para atender a população LGBT e oferecer atendimento diferenciado. Além disso, um dos grandes desafios hoje é garantir a cidadania, através da organização social deste público, para combater, principalmente a violência contra os gays. Afinal, estamos no país que mais mata LGBT no mundo”, comenta.

A tarde, a Mesa Redonda realizada no auditório do Largo da RFFSA, discutiu sobre Cidadania, Saúde e a Visibilidade das Mulheres Transexuais na Região do Cariri, com a presença de representantes do CRM, da Secretaria de Saúde e da ONG ARTGay.

A noite, a escolha do Miss Gay 2018 animou os participantes na Praça Siqueira Campos, uma preparação do Festival da Diversidade que acontece nesta quinta-feira.

Hoje, o Festival vai homenagear as 15 madrinhas da Parada da Diversidade com a comenda Edival Carvalho, o primeiro gay da cidade a dar visibilidade ao tema e que foi brutalmente assassinado em 2002. A madrinha desta edição será a Secretária de Administração do Crato, Águeda Duarte.

Compartilhar:

Fotos