Profissionais da UBS de Santa Fé participam de capacitação sobre os riscos de desenvolvimento de doenças metabólicas

  • 01/11/2017

Com o objetivo de melhorar o atendimento e qualificar a equipe de saúde do distrito de Santa Fé, o Governo do Crato, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em parceria com a Universidade Regional do Cariri (URCA) e Universidade Federal do Cariri (UFCA), realizaram na última terça-feira, 31 de outubro, na unidade de saúde da localidade, capacitação sobre o reconhecimento dos riscos de desenvolvimento de doenças metabólicas. As informações foram repassadas por alunos dos cursos de Medicina, Enfermagem e Educação Física.

A atividade foi de iniciativa da equipe do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde - PET-Saúde GraduaSUS. O programa é uma das ações intersetoriais direcionadas para o fortalecimento de áreas estratégicas para o Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com seus princípios e necessidades, o programa tem como premissa a educação pelo trabalho e como direcionamento, a integração ensino-serviço-comunidade.

Para a gestora da unidade de saúde de Santa Fé, Paula Radamecy, foi um momento de educação continuada no qual os profissionais da equipe puderam aprofundar conhecimentos sobre a síndrome metabólica e aprenderam a calcular e usar o quadro de referência para índice de massa corporal (IMC) e circunferência abdominal. E ainda usar esses parâmetros na classificação de grupos de riscos para o desenvolvimento de doenças cardíacas, acidente vascular cerebral (AVC), e diabetes melittus tipo 2.

Paula destacou também que a síndrome metabólica está fortemente relacionada ao estilo de vida sedentário presente na atualidade. “Uma atenção diferencial a saúde individual e da comunidade e a mudança de hábitos de vida podem diminuir a quantidade de fatores de risco e melhorar a qualidade de vida da população”.

Durante a capacitação, os alunos dos cursos de Medicina, Enfermagem e Educação Física das universidades parceiras, desenvolveram um questionário e um sistema de avaliação para o risco de doenças relativas ao metabolismo, onde a partir dele, os moradores do distrito serão acompanhados para que eles não desenvolvam nenhuma dessas enfermidades.

Compartilhar: