Audiência pública debate resíduos sólidos do município

A Prefeitura do Crato, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial busca promover ações assertivas acerca da questão dos resíduos sólidos no município.

O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial do Crato, Brito Junior, participou nesta quinta-feira (1), da audiência pública na Câmara Municipal para tratar sobre os Resíduos Sólidos do município, solicitada pelo vereador Amadeu de Freitas. O encontro teve o objetivo de buscar contribuições da sociedade civil para definir metas e diretrizes no manejo e tratamento de resíduos sólidos na tentativa de minimizar os problemas na cidade.

Brito Junior, ressaltou a relevância da participação efetiva dos poderes públicos, da sociedade civil organizada, dos setores empresariais e das organizações não governamentais nas discussões para tentar solucionar adequadamente os problemas dos Resíduos Sólidos, também afirmou que a gestão tem desenvolvido ações assertivas com relação ao associativismo dos catadores de lixo. “Fomentaremos ainda mais essas associações com capacitação, com encaminhamento de material de qualidade, com mais produção para esse setor para que eles possam vender mais, dotar de segurança o galpão da associação e discutir com eles todas as medidas que forem implementadas pela gestão” destacou

A audiência, contou ainda com a participação do procurador do Ministério Público, da área ambiental, Tiago Marques, do representante das CARITAS Manoel Viana e com a sociedade civil. De acordo com o promotor, a destinação dos resíduos sólidos é um dos maiores problemas do País e exige uma mudança na mentalidade da população a partir de ações de educação ambiental e da apresentação de um plano de tratamento desses resíduos por parte do município.

Nesse contexto a Secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Territorial do Município do Crato foi instruída pelo Ministério Público Estadual a realizar no lixão do Crato as seguintes atividades:
1 - implantar vigilância para impedir a presença de trabalho infantil e evitar veículos não autorizados no local
2 - providenciar o isolamento da área por cercas
3 - retirar animais presentes na área do lixão
4 - cadastrar os catadores e oferecer-lhes EPI’s
5 - recobrir com material de aterro (barro) os resíduos expostos
6 - montar barreira de proteção contra escorrimento superficial
7 - realizar recobrimento diário sem compactação de lixo hospitalar (resíduos do serviço de saúde)

Compartilhar: