Crato sedia a IV Conferência Macrorregional de Promoção da Igualdade Racial

  • 04/09/2017

Foi realizada, na última quinta-feira, dia 31 no auditório do Sest Senat, da IV Conferência Macrorregional de Promoção da Igualdade Racial. A ação realizada em conjunto com o Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Coepir) e em parceria com a Unilab e Prefeitura do Crato, com apoio do Grupo de Valorização Negra do Cariri Grunec, abordou o tema, “Ceará da Igualdade Racial: Reconhecimento, Justiça e Desenvolvimento na Década dos Afrodescendentes”. Compareceram ao evento como representantes do Executivo, o Secretário de Saúde André Barreto, o Secretário de Cultura, Wilton Dedê, a Ouvidora do município Edna Almino e do chefe adjunto de gabinete, Felipe Correia.

A conferência teve o objetivo de reafirmar e ampliar o compromisso do Governo e da sociedade civil cearense com políticas públicas de enfrentamento ao racismo e de promoção da igualdade racial como fatores essenciais à democracia plena, por meio do reconhecimento, acesso à justiça e desenvolvimento, bem como conferir as ações voltadas a Promoção da Igualdade Racial nos anos anteriores e construir propostas para serem transformadas em ações.

A conferência faz parte da etapa macrorregional do Cariri Centro Sul, onde foi realizada a eleição dos delegados que participarão da Conferência Estadual, que acontece nos dias 11 e 12 de novembro, em fortaleza.

De acordo com a Professora Doutora, Zelma Madeira, membro da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para a Igualdade Racial, esse é um momento bastante representativo, que conta com a participação de quilombolas, representantes de povos de terreiros, ciganos, indígenas, negros, universitários e grande representação de movimentos sociais. “A Região do Cariri tem uma formação de luta diferenciada, através da fortaleza dos movimentos sociais. Esse é um momento de construir as estratégicas de resistência”, destaca.

O Secretário de Saúde, André Barreto, ressaltou a importância das questões discutidas na conferência enaltecendo o quão relevante é o trabalho para que esses pontos possam ser transformados em ações concretas, reafirmando o engajamento dos movimentos sociais da região. “Que essa conferencia resulte em ações planejadas para que possamos avançar nas políticas de combates às desigualdades raciais” Conclui.

Compartilhar:

Fotos