Baixio do Muquém e adjacências elencam prioridades para LOA 2020

  • 11/09/2019

Nesta terça-feira (10), os moradores dos Distritos do Baixio do Muquém, Baixio das Palmeiras e adjacências estiveram reunidos na audiência pública para construção da Lei Orçamentária Anual (LOA) para o ano de 2020, identificando suas prioridades e demandas.

A primeira parte do encontro foi destinada a apresentar o orçamento de 2018 e toda a sua aplicação, bem como os instrumentos legais que regem a administração pública.

Dos cerca de 235 milhões de reais aplicados, 90% foram comprometidos com folha de pagamento e custeio. E o restante é para os investimentos na cidade.

Conforme afirmou o Secretário Carlos Eduardo Marino, titular da pasta de Finanças e Planejamento, esse é o momento de colocar para a gestão municipal os problemas e as demandas da região, de corrigir os erros da administração e ouvir as sugestões e reclamações.

“Mas o melhor de tudo é ver que as reclamações mudaram. Antes as reclamações eram porque as crianças andavam em transporte sem segurança, que faltavam profissionais na saúde, diferentemente do que vivemos hoje. Mas temos muito o que avançar, e ouvir a população é a melhor forma de atender aos seus anseios", comentou Marino.

Estiveram presentes representantes de sindicatos, associações, movimentos e serviços da comunidade local. Dentro dos cinco eixos trabalhados, foram apontados ações efetivas para promoção do turismo rural, melhorias no fornecimento elétrico, bons serviços de saúde e educação e o transporte escolar.

O prefeito Zé Ailton Brasil esteve no segundo momento da audiência, assegurando que os projetos apontados na LOA 2019 serão realizados. “Devido a mudança de presidente, somente agora os investimentos estão sendo liberados. Nos próximos meses, estaremos abrindo a licitação”, confirmou.

Compartilhar:

Fotos