CRM realiza roda de conversa no CRAS Ponta da Serra sobre violência contra a mulher

  • 16/08/2019

No mês de agosto, a Lei Maria da Penha faz aniversário e a campanha Agosto Lilás, articulada pelas instituições de proteção à mulher, convida à reflexão e conscientização pelo fim da violência contra a mulher.

Em Crato, o Centro de Referência da Mulher (CRM) é responsável pela mobilização em torno da campanha e tem passado em diversos equipamentos sociais, para junto da sociedade, discutir o tema. Como aconteceu na tarde desta quinta-feira (15), no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Ponta da Serra.

A psicóloga do CRM, Franciele Félix, apresentou o tema de uma forma bastante didática, proporcionando ao público presente a reflexão sobre as causas e as consequências da agressão. Jovens e adultos, homens e mulheres conheceram e debateram as fases da violência doméstica e os cuidados que a sociedade deve oferecer para a vítima.

Conforme informou Antônia Fernandes, coordenadora do CRAS, a campanha já faz parte do calendário do equipamento e, esse ano, o objetivo é sensibilizar cada vez mais os adolescentes e jovens sobre os relacionamentos abusivos. “Presenciamos casais de namorados com esse tipo de atitudes, o menino querendo mandar na menina e isso deve ser combatido”, comentou.

Para Franciele, além de combater, a sociedade é responsável também por acolher a mulher agredida e ajudá-la. Usando o exemplo da passagem bíblica do apedrejamento de Maria Madalena, quando Jesus intercede pela mulher adúltera, levando as pessoas que queriam apedrejá-la à reflexão sobre seus atos, assim a sociedade deve agir com uma vítima de violência doméstica: acolhê-la, estender a mão e cuidar.

“A responsabilidade de combater a violência doméstica é de todos nós”, finalizou Franciele Félix, lembrando a todos que o CRM oferece todo o cuidado, por meio de acolhimento e atendimento humanizado às mulheres em situação de violência.

Compartilhar:

Fotos