Profissionais de saúde do Crato se reúnem e abordam o tema: Territorialização da Saúde

  • 29/07/2019

A Secretaria de Saúde do Crato realizou no último dia 26 de julho, um encontro com profissionais de saúde do município, onde foi abordada a temática: Territorialização da Saúde.

O momento, realizado no Centro de Convenções do Cariri, contou com a participação de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, agentes comunitários de saúde, profissionais do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF), gestores e coordenadores da saúde. Cerca de 230 profissionais participaram do momento, que promoveu uma interessante troca de saberes.

Foram tratadas questões acerca da reterritorialização da atenção primária do município, bem como foram mostrados alguns dos parâmetros das mudanças na saúde e nos sistemas ao longo dos anos. O secretário André Barreto destacou a necessidade de reorganização das áreas no município para que a promoção em saúde seja cada vez mais efetiva.

O educador social, professor M.S da Universidade Estadual do Ceará (UECE) Rafael Rolim Farias facilitou dinâmicas interativas com o grupo, usando a arte e a ludicidade para abordar além da importância da territorialização da saúde no município, as demandas necessárias para alcançar benefícios.

A enfermeira da FIOCRUZ, mestre em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública, Amanda Frota, elencou dados sobre o desenvolvimento das políticas do SUS, as mudanças na saúde da população, bem como falou sobre ações dos profissionais enquanto equipe de trabalho da estratégia de saúde da família. “É preciso ressignificar o trabalho do profissional de saúde como educador, pois trabalhamos com um conjunto de atividades que sofrem influência e modificação de conhecimentos, atitudes, religiões e comportamentos, sempre em prol da melhoria da qualidade de vida e de saúde do indivíduo”, destacou.

“A partir dessa territorialização, poderemos saber as demandas principais para uma melhor cobertura de atendimento para a população do Crato”, ressaltou a Agente Comunitária de Saúde, Madalena Bezerra, que atua no bairro Seminário.

A territorialização do Sistema Único de Saúde significa organizar os serviços de acordo com o território, ou seja, conhecer o território, que é onde a vida acontece, e, a partir das suas necessidades, organizar os serviços.

É necessário conhecer o território. Isso significa conhecer a população, o ambiente, e as suas relações. A partir disso, é possível conhecer as suas necessidades e, então, organizar o serviço de forma eficaz.

Compartilhar:

Fotos