Alunos de escola cratense têm projeto exposto no exterior

  • 24/07/2019

Através de práticas pedagógicas que unem arte, ludicidade e cultura, alunos da Escola Municipal de Tempo Integral, 18 de Maio, em Crato, realizaram, durante o primeiro semestre desse ano, uma exposição denominada “Microondas de Artes”, o trabalho, orientado pelo professor de Artes Visuais, Charles Farias, alcançou visibilidade a nível nacional e em seguida internacional.

Segundo a diretora da Escola, Goretti Alencar, a exposição teve uma excelente repercussão entre artistas locais, professores da Universidade Regional do Cariri (URCA) e da Universidade Federal do Cariri (UFCA). “Participaram do projeto, cerca de 50 alunos do 7º. e do 8º. ano, o material utilizado foi produto de reciclagem unido a muita criatividade, no retorno do semestre pretendemos fazer essa mostra a nível de município, intuindo um fortalecimento da socialização da arte como ferramenta eficiente para a educação de qualidade” destacou.

Nesse contexto, a professora Dra. em Belas Artes, Ángeles Saura, da Espanha, levou os trabalhos dos alunos do 18 de Maio para a Exposição itinerante ARTEspacio, que passou pelas cidades de Madrid, na Espanha durante o mês de maio e em Vancouver, no Canadá de 9 a 13 de julho. Essa exposição contou com trabalhos de estudantes da Espanha, Índia, Argentina Brasil, Canadá, Chile, Colômbia Equador, Itália, Iran Letônia, Noruega, Uruguai e Venezuela.

“Foi uma experiencia incrível. Nas aulas de artes visuais com o professor Charles, pudemos interagir da melhor forma nos estudos criando e interagindo com teoria e prática. A exposição “Microondas de Artes” feita a partir de material reciclado foi muito importante para nós alunos e para a nossa escola” disse Yohana Lopes Bezerra, de 11 anos, aluna do 7º. Ano, participante do projeto.

Para saber mais http://crato.ce.gov.br/_site/downloads/expo-artespacios-2019.pdf

Compartilhar:

Fotos