Seminário sobre Territorialização inicia fase final do Curso Técnico de Agente Comunitário de Saúde

  • 29/05/2019

O Curso Técnico de Agente Comunitário de Saúde, realizado pela Prefeitura do Crato, através da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Escola de Saúde Pública do Estado do Ceará (ESP-CE), iniciou nesta terça-feira (28) sua fase final. Com duração de 18 meses, os 160 agentes comunitários de saúde cratenses se formarão em novembro deste ano.

Para a Mary Lúcia Alves, que tem 20 anos de atuação como ACS, esta foi uma grande oportunidade que a gestão municipal proporcionou para os profissionais. Mesmo sendo assegurado por lei, o curso só foi realizado agora. Ela ressalta, no entanto, que a formação iniciou em boa hora. “A partir de agora teremos um olhar mais técnico para o nosso território, fazer mapeamento, conhecer as vulnerabilidades, os pontos positivos, um olhar diferente para os problemas. Vamos focar em resolver os problemas e fortalecer nossos pontos positivos”, comentou.

A coordenadora do Curso Técnico de Agente Comunitário de Saúde (CTACS), Janaina Norões, participou do seminário e falou do objetivo do curso. “O objetivo é apropriá-los de conhecimento, do saber, para que eles possam melhor atuar com as famílias com orientação, promoção à saúde e educação em saúde”.

Para ela, a atuação do ACS hoje requer uma formação de rede. “Nosso papel é trazer o ACS à tona, profissional importante que conhece tudo no território, mas que hoje tem uma atuação muito programática na doença. A gente precisa ampliar a sua atuação, junto com outros profissionais e políticas de cultura, de esporte, ação social ou educação, por exemplo, de que modo essas áreas podem se articular com esse profissional”, disse.

“Tenho a convicção que este é um momento de descobertas ou de redescobertas. A cada dia me convenço de que o curso técnico precisava estar no Crato, voltar para o nosso município. Quando vejo os depoimentos de vocês, o trabalho das equipes, tenho mais certeza disso. Somos um dos primeiros municípios e, hoje, nos orgulhamos em ser exemplo para outros municípios. O que a gente quer é avançar na qualidade do serviço e na qualidade da saúde da nossa população”, afirmou o secretário de saúde, André Barreto.

O Crato dispõe, hoje, de 43 equipes da Estratégia de Saúde da Família e tem 184 agentes comunitários de saúde. Destes, 160 participam do curso. No período da manhã, quatro equipes foram sorteadas para apresentar o relatório da territorialização. Elas apontaram, através de mapas, as características da sua área de atuação: comércios, centros religiosos, equipamentos sociais públicos e privados, dentre outros, além dos problemas diagnosticados e as doenças apresentadas.

O Seminário contou com a participação ainda do Professor Naldo Brito, da Residência Multiprofissional da URCA, que levou os resultados das pesquisas realizadas com os estudantes na área da territorialização. A academia já apresenta resultados positivos com o uso de ferramentas de georreferenciamento.

O evento contou ainda com a participação da equipe do Programa Acolhe Servidor, levando informações do programa recém lançado pela gestão municipal para as ACS’s; da Secretária Adjunta de Saúde, Milenna Brasil e da Coordenadora da Atenção Básica, Deborah da Conceição.

Compartilhar:

Fotos