Memorialista e jornalista Huberto Cabral é agraciado com a Medalha Bárbara de Alencar

  • 11/03/2019

O Governo Municipal do Crato, a Câmara de Vereadores, o Instituto Cultural do Cariri (ICC) e a Universidade Regional do Cariri (Urca) realizaram uma noite de homenagens ao memorialista e jornalista Francisco Huberto Esmeraldo Cabral, reunindo autoridades, escritores, professores, imprensa, familiares e amigos do homenageado.

Participaram da solenidade os prefeitos do Crato, Zé Ailton Brasil; de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra; os vereadores Thiago Esmeraldo e Tota Lobo; o bispo diocesano Dom Gilberto Pastana; o vice-prefeito do Crato, André Barreto; secretários municipais; dentre outras autoridades.

A URCA concedeu o título de Doutor Honoris Causa, após proposição e análise junto ao Conselho Superior da Universidade (Consuni); a Prefeitura do Crato entregou a maior honraria do município, a Medalha Bárbara de Alencar, uma obra de Sérvulo Esmeraldo; a Câmara de Vereadores certificou-o com os diplomas João Brígido dos Santos e Mérito Legislativo; e o ICC entregou a medalha pelo mérito cultural. Todas as homenagens foram concedidas pelos relevantes serviços prestados ao Cariri.

A noite foi marcada por muita emoção, desde o cortejo de entrada, quando Huberto Cabral chegou ladeado pela esposa, a irmã Divani Cabral e o mestre da cultura Antônio de Heleno e o grupo de reisado do Riacho Verde, até a entrega das honrarias.

O médico e escritor José Flávio Vieira, através de um texto poético, cheio de humor e informações, apresentou a todos a importância do jornalista. “Ele é uma das mentes mais privilegiadas nascida ao sopé da Chapada do Araripe”, descreveu.

Em sua fala, o prefeito Zé Ailton Brasil destacou a simplicidade do homenageado e seu compromisso em manter viva a historicidade do Crato. “Ele contribui com todos sem pedir nada em troca. Não nos deixa perder nenhuma data importante do Crato. É um homem que está envolvido em todos os setores”, afirmou o gestor.

A mesma simplicidade destacada pelo prefeito foi mantida pelo homenageado em seu discurso. Ele disse ter ficado surpreso com as honrarias, mas se sentia muito honrado com todas elas.

Na oportunidade, o jornalista também recebeu um troféu das mãos de estudantes da Escola Municipal José do Vale, uma forma de expressar a amizade e gratidão do patrono da escola e de Seu Huberto, que foram amigos pessoais. Dois corais, o da URCA e da Sociedade de Cultura Artística do Crato (SCAC) participaram da solenidade, apresentando músicas da trilha sonora da vida do memorialista e em sua homenagem. A Banda de Música também abrilhantou a solenidade.

O homenageado

Huberto Cabral nasceu em Crato, em 1936, filho de José Leite Alves Cabral e Pia Alves Cabral. Tem atividade permanente junto à Diocese do Crato e a Rádio Educadora. Passou pelos jornais O Levita, onde foi um dos editores ainda no Seminário, e A Ação, porta-voz da Diocese do Crato, fundado em 1939. Também atuou na Amplificadora Cratense, pioneiro no serviço de autofalante da região do Cariri.

Com a fundação da Rádio Araripe do Crato, primeira emissora do interior cearense, o jornalista passou a atuar na emissora dos Diários Associados, maior conglomerado de mídia da América Latina. Além disso, o comunicador foi assessor de imprensa da URCA, no início da criação da universidade, e pela assessoria da Prefeitura do Crato.

Chamado de “enciclopédia viva do Crato”, Huberto passou a ser uma testemunha ocular de episódios históricos da cidade, e uma das fontes essenciais de muitos acontecimentos. É um guardião e documentos de notável relevância, além de ser requisitado com frequência por pesquisadores de universidades da região, além da imprensa, para dar depoimentos relevantes para pesquisas acadêmicas e matérias que são veiculadas junto à imprensa.

Compartilhar:

Fotos