População do Distrito de Santa Fé comemora e decide o local onde será construída Escola Rural

  • 18/02/2019

Uma audiência pública reuniu diversas lideranças, professores, pais, mães, crianças e adolescentes na Escola Paulo Limaverde, no Distrito de Santa Fé, na última sexta-feira (15), para discutir e decidir o local onde abrigará uma das sete escolas rurais do Estado do Ceará.

Representando a Crede 18, a professora Tarciana Correia afirmou que este é um momento histórico para o distrito. “Esse distrito foi, por muito tempo, esquecido pelo poder público. E hoje, estamos aqui unindo forças para que este benefício da coletividade aconteça”. Ela destacou o papel do prefeito Zé Ailton Brasil para não perder a escola e apresentou o projeto arquitetônico da mesma.

Com investimento de cerca de R$ 4 milhões, divididos entre os governos Federal e Estadual, a unidade de ensino vai oferecer a alunos e profissionais da Educação uma estrutura adequada para realização das atividades pedagógicas. Serão 10 mil metros quadrados com oito salas de aula, para atendimento de alunos do ensino médio com regime de tempo integral; laboratórios de Informática, Física, Química, Biologia e de Matemática, sala para o Grêmio Estudantil, biblioteca, sala de vídeo, além de anfiteatro e ginásio poliesportivo.

Conforme explicou o engenheiro do Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE), Juvenal Barreto, a comunidade que quase perde a escola, devido a indecisão quanto ao terreno, agora tem a responsabilidade de zelar pela permanência da escola no distrito e, futuramente, cuidar do equipamento, que será modelo para todo o Estado. Ele lembrou ainda que a instalação da escola desencadeia também o processo de urbanização de seu entorno.

A Secretária de Educação do Crato, Tereza Mônica, parabenizou a gestão municipal pela articulação para que a escola se tornasse realidade e também para a comunidade ali presente. Representando o Poder Legislativo, o vereador Adil falou da importância do momento. “Estar aqui discutindo a localização da escola já mostra que é uma realidade”. Além dele, também participaram da audiência os vereadores Fernando Brasil (vice-presidente da Câmara), Tico da Serrinha, Pedro Lobo e Antônio de Mano.

O Secretário de Infraestrutura, José Muniz, explicou que três terrenos foram apontados pela comunidade. Dois deles foram desclassificados por não atenderem às especificações técnicas do projeto, que exige um terreno de 10 mil metros quadrados, em terra plana. “Em um deles passa um fio de alta tensão e a retirada iria aumentar o valor do investimento e o tempo da execução da obra em 8, 9 meses. Como já foi aprovado, não podemos fazer mais isso. O segundo apresenta afloramento de rochas e fica muito próximo à uma granja, apresentando odores”. Já o terreno classificado, além de atender às especificações, é de fácil acesso, ficando apenas à 500 metros da sede do distrito.

O prefeito Zé Ailton lembrou à população a importância da escolha do terreno. “Lá não será construída mais uma escola, mas a escola! Essa será, com certeza, a escola mais moderna do Crato e do Cariri”. Ele relatou que a vinda do equipamento para Santa Fé requereu muita habilidade do Governador Camilo Santana, da atual secretária de Educação, Eliana Estrela, e sua. “Em um momento perdemos a escola devido não ter o terreno certo. Mas nos comprometemos a comprar, desapropriar, o que fosse necessário para trazer a escola para cá. E hoje, estamos aqui para escutar vocês”, ressaltou.

A população presente parabenizou os envolvidos na concretização do projeto, concordando com o terreno apresentado. Para a educadora Cícera Alves Correia, da Escola Otacílio Correio, no Sítio Palmeirinha, “não importa onde o terreno seja, o bem será para os nossos jovens, que hoje saem às 5 da manhã e retornam às sete da noite para fazer o ensino médio. Então, não vamos deixar essa escola escapar”.

Para Carneirinho, jovem liderança da Santa Fé, será um grande benefício para todas as famílias. “Enquanto jovem do distrito, será um grande presente, mesmo eu não indo usufruir diretamente da escola. Mas futuramente minha filha vai. Então, estamos muito felizes com esse presente”.

Outras várias manifestações parabenizaram a vinda da escola, que beneficiará Santa Fé e ainda as comunidades adjacentes. Para Alex Saraiva, esse é um momento histórico para o distrito, que teve papel fundamental do prefeito Zé Ailton. “A escola será um grande presente para os jovens do distrito e das comunidades adjacentes que tanto sofrem para se deslocar até o Crato. Agora é hora de unir forças e garantir este grande presente para a nossa comunidade. Como já foi falado, além dos benefícios para a juventude, com certeza destacará o nosso distrito em todo o Ceará”, comentou.

Por fim, o prefeito Zé Ailton anunciou que complementará a reforma da Escola Paulo Limaverde com piso e portas novas. E, ainda, “até o próximo dia de finados, vamos reformar o cemitério, uma demanda do vereador Adil e também uma promessa que fiz a Dona Odete (uma moradora local já falecida)”. Na oportunidade, Alex Saraiva sugeriu que os vereadores dessem o nome de Dona Odete ao cemitério local.

Compartilhar:

Fotos