Crato participa de capacitação em educação e saúde em encontro do Selo UNICEF

  • 26/11/2018

A equipe do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e da Associação para o Desenvolvimento dos Municípios do Estado do Ceará (APDMCE), responsável pela implementação do Selo no Estado, realizam o 3º Ciclo de Capacitação 2017-2020 com os representantes dos 169 municípios cearenses inscritos no Selo. O Crato esteve presente.

A Prefeitura do Crato esteve representada no último dia 22 de novembro, em Fortaleza, no III Ciclo de Capacitação do Selo UNICEF Edição 2017-2020.

A articuladora do Selo UNICEF em Crato, Sandra Maria Costa; a Secretária de Educação, Tereza Mônica; a Secretária Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social, Edivania Costa; e a Secretária Adjunta da Saúde, Milenna Brasil, estiveram reunidas com a equipe do UNICEF e da Associação para o Desenvolvimento dos Municípios do Estado do Ceará (APDMCE), entidade responsável pela implementação do Selo no Estado, no 3º Ciclo de Capacitação desta edição.

Na ocasião, foram abordadas temáticas relacionadas a educação, saúde e protagonismo dos adolescentes. Foram expostas experiências exitosas dos municípios cearenses, onde os gestores puderam conhecer experiências e iniciativas bem-sucedidas.

O evento incluiu também relatos de experiência dos Núcleos da Cidadania dos Adolescentes (NUCAs) instalados nos municípios participantes. Carlos Gabriel Marques Linhares e Ana Julya Carvalho Sampaio representaram o NUCA Crato.

Os municípios inscritos no Selo UNICEF comprometem-se a, em quatro anos, implementar políticas públicas para redução das desigualdades e garantir os direitos das crianças e dos adolescentes previstos na Convenção sobre os Direitos da Criança e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Pela metodologia da iniciativa, as cidades passam a ser monitoradas a partir de 11 indicadores, a exemplo do abandono escolar, distorção idade e ano escolar e cobertura vacinal, e precisam evoluir em pelo menos sete. Aqueles que obtiverem os melhores resultados, até 2020, serão certificados.

Compartilhar: