CRAS Alto da Penha debate a campanha Setembro Amarelo com seus usuários

  • 11/09/2018

Durante todo o mês de setembro, profissionais do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Alto da Penha estarão trabalhando com palestras, dinâmicas e oficinas a temática da campanha do Setembro Amarelo. Na última quinta-feira, 6, foi realizada uma palestra ministrada pelo coordenador do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), João Gabriel Cordeiro, que abordou o tema com os usuários do equipamento.

O Setembro Amarelo é uma campanha brasileira de prevenção ao suicídio iniciada em 2015, em Brasília. É uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

De acordo com a coordenadora do CRAS Alta da Penha, Aurifrança Rocha, a ação teve como público alvo grupos de famílias, idosos e a comunidade em geral. “Foi um momento muito significativo, pois infelizmente, o suicídio é um sério problema nas famílias, e na oportunidade puderam conhecer os sinais que podem levar uma pessoa a cometer esse ato. Essas informações servem de alerta para a população”, disse Aurifrança.

Para a psicóloga Ana Livia Callou, a melhor forma de evitar o suicídio é através do diálogo e esse é um importante momento proporcionado pelo CRAS Alto da Penha, enquanto equipamento que trabalha a prevenção, e que vem promovendo ações de conscientização. “Durante todo o mês estaremos otimizando a campanha do Setembro Amarelo junto a população com informações de prevenção ao suicídio, já que o número de casos vem aumentando consideravelmente em todo o Brasil”, comentou a psicóloga.

Compartilhar:

Fotos