Em Crato, caminhada marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

  • 21/05/2018

Há 18 anos, uma lei instituiu o 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O mesmo tempo tem a aclamação do movimento pela infância para que a sociedade se mobilize em torno do tema, principalmente quanto à denúncia.

Foi pensando em cada vez mais divulgar a importância da denúncia da violência, que a Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (SMTDS), através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), organizou uma caminhada pelas ruas do centro para marcar a data no município.

“A violência está, principalmente, dentro da família. Então é necessário que os pais e os adultos exerçam essa ação protetiva para que as crianças e os adolescentes tenham sua integridade protegida e se desenvolvam saudavelmente”, alerta Edivania Gonçalves, gestora da SMTDS, lembrando que é muito fácil denunciar. “Use o Disque 100 para acionar o sistema de garantia de direitos de crianças e adolescentes”, ressaltou.

Conforme descreveu a Coordenadora do CREAS, Rita de Cássia Melo, as ações relacionadas ao Dia 18 de Maio foram realizadas durante toda a semana nos equipamentos da assistência social do município. Rodas de conversa nas escolas, creches, com crianças, adolescentes, familiares e professores, além de ações no Restaurante Popular, Centro Pop e Bolsa Família.

Uma blitz educativa também foi realizada na cidade para alertar a população sobre a denúncia de casos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, e ainda uma sensibilização junto aos caminhoneiros que passavam pelo Posto de Gasolina do bairro Gisélia Pinheiro, em uma ação em parceria com o Sest Senat.

A caminhada reuniu oito escolas municipais; Projeto Verde Vida; Conselho Tutelar; equipes do Selo UNICEF; Secretaria de Educação; Secretaria de Cultura; Secretaria de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos; e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

Os adolescentes mostravam em faixas e cartazes o lema da campanha, bem como alerta a todos de como é fácil fazer a denúncia: “Fizemos uma poesia na escola, outros fizeram desenhos. O importante é poder influenciar no cuidado e também quem estiver sofrendo alguma violência para que denuncie”, afirmaram Ana Raíssa e Laiciany da Silva, estudantes da Escola Municipal Dom Vicente.

Para denunciar é muito fácil: Disque 100 ou entre em contato com o CREAS pelo telefone (88) 3521.8117.

Compartilhar:

Fotos